segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

O que o cérebro faz

O seu cérebro é capaz de descodificar a mensagem, com algum esforço noinício mas depois tornando-se progressivamente mais fácil.
É espectacular o que o cérebro faz.

M473M471C0 (53N54C1ON4L):
4S V3235 3U 4C0RD0 M310 M473M471C0.
D31X0 70D4 4 4857R4Ç40 N47UR4L D3 L4D0
3 P0NH0-M3 4 P3N54R 3M NUM3R05.
C0M0 53 F0553 UM4 P35504 5UP3R R4C10N4L.
540 5373 D1570, N0V3 D4QU1L0...
QU1N23 PR45 0NZ3...
7R323N705 6R4M45 D3 PR35UNT0...
M45 L060 C410 N4 R34L3 C0M3Ç0 4 F423R V3R505 D3 4M0R
C0M R1M4 0U 4T3 53M R1M4 N3NHUM4

recebido num e-mail nestes dias que estive fora

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

Fim de Semana mais cedo

É verdade, por inadiaveis motivos só lá para Domingo publicarei aqui qualquer coisita.
Até lá divertiam-se e sejam felizes.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Há quem pense cada coisa

Mulher vírus:
Quando menos se espera, instala-se no nosso apartamento e vai se apoderandode todo o nosso espaço. Se tentarmos desinstalar, perderemos muitas coisas; se não tentarmos, perderemos tudo.
Mulher Internet:
Temos que pagar para ter acesso a ela.
Mulher Servidor:
Está sempre ocupada quando necessitamos dela.
Mulher Windows:
Sabemos que tem muitas falhas, mas não podemos viver sem ela.
Mulher PowerPoint:
Ideal para apresentá-la a pessoas em festas e convenções.
Mulher Excel:
Dizem que faz muitas coisas, porém só a utilizamos paraas quatro operações básicas.
Mulher Word:
Tem sempre uma surpresa reservada para nós e não existe ninguém no mundo que a compreenda totalmente.
Mulher D.O.S.:
Todos a tiveram um dia, mas ninguém a quer agora.
Mulher Backup:
Acreditamos que ela tem o suficiente, mas na hora do "vamos lá ver" falta-lhe algo.
Mulher Scandisk:
Sabemos que é bondosa e que quer ajudar, mas no fundo não entendemoso que ela faz, nem se serve para alguma coisa.
Mulher Paintbrush:
Puro adorno e nenhuma substância.
Mulher RAM:
Aquela que esquece tudo assim que desliga.
Mulher Hard-Disk:
Concorda com tudo, o tempo todo.
Mulher Rato:
Funciona apenas quando arrastada.
Mulher Multimédia:
Faz com que tudo pareça mais bonito.
Mulher Utilizador:
Não faz nada direito e está sempre a fazer perguntas.
chegou mesmo por e-mail

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Obrigado Miguel Angelo

Simplesmente hilariante...
*PLANO PARA SALVAR PORTUGAL DA CRISE*
*Passo 1:* Trocamos a Madeira pela Galiza, mas os espanhóis têm que levar o Alberto João Jardim.
*Passo 2:* Os galegos são uma boa onda, não dão chatices e ainda ficamos com o dinheiro gerado pela Zara (é só a 3ª maior empresa de vestuário). A indústria têxtil portuguesa é revitalizada. A Espanha fica encurralada pelos Bascos e Alberto João Jardim.
*Passo 3:* Desesperados, os espanhóis tentam devolver a Madeira (e Alberto João Jardim). A malta não aceita.
*Passo 4:* Oferecem também o Pais Basco. A malta mantém-se firme e não aceita.
*Passo5:* A Catalunha aproveita a confusão para pedir a independência. Cada vez mais desesperados, os espanhóis oferecem-nos: a Madeira, Pais Basco e Catalunha. A contrapartida é termos que ficar com o Alberto João Jardim e os Etarras. A malta arma-se em difícil mas aceita.
*Passo 6:* Dá-se a independência ao País Basco, a contrapartida é eles ficarem com o Alberto João Jardim. A malta da ETA pensa que pode bem com ele e aceita sem hesitar. Sem o Alberto João a Madeira torna-se um paraíso. A Catalunha não causa problemas (no fundo no fundo são mansos).
*Passo 7:* Afinal a ETA não aguenta com o Alberto João Jardim, que entretanto assume o poder. O País Basco pede para se tornar território português. A malta aceita (apesar de estar lá o Alberto João Jardim).
*Passo 8:* No País Basco não há Carnaval. O Alberto João Jardim emigra para o Brasil... *Passo 9:* O Governo brasileiro pede para voltar a ser território português. A malta aceita e manda o Alberto João Jardim para a Madeira.
*Passo 10 :* Com os jogadores brasileiros mais os portugueses (e apesar do Alberto João Jardim), Portugal torna-se campeão do mundo de futebol! Alberto João Jardim enfraquecido pelos festejos do Carnaval na Madeira e Brasil, não aguenta a emoção, e morre na miséria, esquecido de todos.
*Passo 11:* Os espanhóis, desmoralizados, e económica e territorialmente enfraquecidos, não oferecem resistência quando mandamos os poucos que restam para as Canárias.
*Passo 12:* Unificamos finalmente a Península Ibérica sob a bandeira portuguesa.
*Passo 13:* A dimensão extraordinária adquirida por um país que une a Península e o Brasil, torna-nos verdadeiros senhores do Atlântico, de uma costa à outra e de norte a sul. Colocamos portagens no mar, principalmente para os barcos americanos, que são sujeitos a uma pesada sobretaxa por termos de trocar os dólares em euros, constituindo assim um verdadeiro bloqueio naval que os leva à asfixia.
*Passo 14:* Eles querem-nos aterrorizar com o Bin Laden, mas a malta ameaça enviar-lhes o Alberto João Jardim (que eles não sabem que já morreu). Perante tal prova de força, os americanos capitulam e nós tornamo-nos na primeira potência mundial.
* * *É FÁCIL!* * * * *


(A minha Matilde)

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Há cada mail...

A miúda vai à primeira festa da sua vida e, com medo avanços dos rapazes, pede conselho à mãe:
- Se os rapazes começarem a insistir muito, minha filha, pergunta que nome eles vão dar à criança. Isso vai fazer com que eles desistam. Assim foi.
No meio de uma dança um Alentejano diz:
- Vamos para o jardim atrás da piscina, moça ?
Ela vai, mas quando o moço quer avançar ela pergunta:
- Que nome vamos dar à criança?
O Alentejano olha-a com surpresa, diz que se esqueceu da carteira no bar e sai de fininho.
Uma hora mais tarde repete-se a cena com um tipo de Lisboa.
Igualzinho, quando ela pergunta qual será o nome do filho, ele fica de pés frios e vai-se embora.
Chega um um tipo do Norte. Vai com ela para o jardim.
Começa com beijinho aqui, beijinho ali, e apalpa-lhe o peito.
Ela pergunta:
- Que nome vamos dar à criança?
Ele continua e abre o vestido dela.
- Que nome vamos dar à criança?
Ele pega nos seios dela.
- Que nome vamos dar à criança?
Ele tira-lhe o vestido e as cuecas.....e pimba....
- Que nome... ahhh... vamos dar... ahhhh... à criança? Ah...Ahhhhhh...Ahhhhhhhhhhhh... - Que nome..vamos.....não....pares........dar.....vai.vai.........vaiiiiiiiii..... ..à criança????
Depois de acabarem, ela pergunta mais uma vez:
- E agora, qual vai ser o nome do nosso filho ?
Ele, triunfante, tira devagar o preservativo, levanta-se, olha para o alto, dá um nó firme e diz:
- Se ele conseguir sair daqui, vai ser..."Macgaiver!!!"

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Gamei porque gramei

Caros amigos:
Hoje 19 Janeiro é a data de aniversário do grande poeta Eugénio de Andrade.
Aqui vai um dos poemas mais conhecidos do autor
É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavra
sódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.
É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.
Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer.

Para ler outros poemas vejam:
http://nothingandall.blogspot.com/2007/01/as-palavras-que-te-envio-so-interditas.html
Hoje é também o aniversário da morte do poeta braileiro Alberto de Oliveira e do nascimento da Elis Regina, Nara Leão, Robert Palmer,etc.
Veja (quase) tudo o que aconteceu na história deste dia aqui:
http://nothingandall.blogspot.com/2007/01/on-this-day-in-history-jan-19.html

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

O atestado médico


... Artigo de Ricardo costa colunista do jornal "O TORREJANO"
Ai Portugal, Portugal... O país onde a mentira é uma instituição... Leiam este texto , que reflecte uma triste realidade, escrito por um professor de filosofia, José Ricardo Costa, que escreve semanalmente para o jornal O Torrejano.
Imagine que é professor, que é dia de exame do 12º ano e vai ter de fazer uma vigilância.
Continue a imaginar.
O despertador avariou durante a noite. Ou fica preso no elevador. Ou o seu filho, já à porta do infantário, vomitou o quente, pastoso, húmido e fétido pequeno-almoço em cima da sua imaculada camisa. Teve, portanto, de faltar à vigilância. Tem falta. Ora esta coisa de um professor ficar com faltas injustificadas é complicada, por isso convém justificá-la. A questão agora é: como justificá-la? Passemos então à parte divertida.
A única justificação para o facto de ficar preso no elevador, do despertador avariar ou de não poder ir para uma sala do exame com a camisa vomitada, ababalhada e malcheirosa, é um atestado médico. Qualquer pessoa com um pouco de bom senso percebe que quem precisa aqui do atestado médico será o despertador ou o elevador. Mas não. Só uma doença poderá justificar a sua ausência na sala do exame. Vai ao médico. E, a partir deste momento, a situação deixa de ser divertida para passar a ser hilariante. Chega-se ao médico com o ar mais saudável deste mundo. Enfim, com o sorriso de Jorge Gabriel misturado com o ar rosado do Gabriel Alves e a felicidade do padre Melícias. A partir deste momento mágico, gera-se um fenómeno que só pode ser explicado através de noções básicas da psicopatologia da vida quotidiana. Os mesmos que explicam uma hipnose colectiva em Felgueiras, o holocausto nazi ou o sucesso da TVI. O professor sabe que não está doente. O médico sabe que ele não está doente. O presidente do executivo sabe que ele não está doente. O director regional sabe que ele não está doente. O Ministério da Educação sabe que ele não está doente. O próprio legislador, que manda a um professor que fica preso no elevador apresentar um atestado médico, também sabe que o professor não está doente. Ora, num país em que isto acontece, para além do despertador que não toca, do elevador parado e da camisa vomitada, é o próprio país que está doente.
Um país assim, onde a mentira é legislada, só pode mesmo ser um país doente. Vamos lá ver, a mentira em si não é patológica. Até pode ser racional, útil e eficaz em certas ocasiões. O que já será patológico é o desejo que temos de sermos enganados ou a capacidade para fingirmos que a mentira é verdade. Lá nesse aspecto somos um bom exemplo do que dizia Goebbels: uma mentira várias vezes repetida transforma-se numa verdade. Já Aristóteles percebia uma coisa muito engraçada: quando vamos ao teatro, vamos com o desejo e uma predisposição para sermos enganados. Mas isso é normal. Sabemos bem, depois de termos chorado baba e ranho a ver o "ET", que este é um boneco e que temos de poupar a baba e o ranho para outras ocasiões. O problema é que em Portugal a ficção se confunde com a realidade. Portugal é ele próprio uma produção fictícia, provavelmente mesmo desde D. Afonso Henriques, que Deus me perdoe. A começar pela política. Os nossos políticos são descaradamente mentirosos.
Só que ninguém leva a mal porque já estamos habituados. Aliás, em Portugal é-se penalizado por falar verdade, mesmo que seja por boas razões, o que significa que em Portugal não há boas razões para falar verdade. Se eu, num ambiente formal, disser a uma pessoa que tem uma nódoa na camisa, ela irá levar a mal. Fica ofendida. Se eu digo isso é para a ajudar, para que possa disfarçar a nódoa e não fazer má figura. Mas ela fica zangada comigo só porque eu vi a nódoa, sabe que eu sei que tem a nódoa e porque assumi perante ela que sei que tem a nódoa e que sei que ela sabe que eu sei. Nós, portugueses, adoramos viver enganados, iludidos e achamos normal que assim seja. Por exemplo, lemos revistas sociais e ficamos derretidos (não falo do cérebro, mas de um plano emocional) ao vermos casais felicíssimos e com vidas de sonho. Pronto, sabemos que aquilo é tudo mentira, que muitos deles divorciam-se ao fim de três meses e que outros vivem um alcoolismo disfarçado. Mas adoramos fingir que aquilo é tudo verdade. Somos pobres, mas vivemos como os alemães e os franceses. Somos ignorantes e culturalmente miseráveis, mas somos doutores e engenheiros. Fazemos malabarismos e contorcionismos financeiros, mas vamos passar férias a Fortaleza. Fazemos estádios caríssimos para dois ou três jogos em 15 dias, temos auto-estradas modernas e europeias, mas para ver passar, a seu lado, entulho, lixo, mato por limpar, eucaliptos, floresta queimada, barracões com chapas de zinco, casa horríveis e fábricas desactivadas. Portugal mente compulsivamente. Mente perante si próprio e mente perante o mundo.
Claro que não é um professor que falta à vigilância de um exame por ficar preso no elevador que precisa de um atestado médico.
É Portugal que precisa, antes que comece a vomitar sobre si próprio.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

Se já 'berbecuaram' tudo

Procurai aí na alfabética ordem algo que se leia que aqui não se lê nada hoje

sábado, 13 de janeiro de 2007

Deve ser util ter este 'post' à mão

Manual do Churrasco


CardápioÍndice de Receitas (Total: 381 receitas)
Carnes (201 receitas)
 Picanha Recheada com Bacon (ver) Ed. 24
 Rocambole de Carne Moída e Lingüiça Toscana (ver) Ed. 24
 Noix à New York (ver) Ed. 24
 Steak de Cordeiro (ver) Ed. 24
 Meia Lua (ver) Ed. 24
 Avestruz ao Molho de Uva e Vinho do Porto (ver) Ed. 24
 Panceta Grelhada (ver) Ed. 24
 Picanha Nobre (ver) Ed. 24
 Picanha Fatiada do Rancho (ver) Ed. 24
 Costela de Ripa no Bafo (ver) Ed. 24
 Espetos Mistos (ver) Ed. 24
 Paleta Recheada (ver) Ed. 24
 Noix Executivo (ver) Ed. 24
 Javali Grelhado com Arroz Carreteiro (ver) Ed. 24
 Cordeiro no Espeto (ver) Ed. 24
 Chuleta na Grelha (ver) Ed. 24
 Picanha Fatiada com Farofa Especial (ver) Ed. 24
 Fraldinha (Vazio) (ver) Ed. 24
 Villa Vianna (ver) Ed. 24
 Salmão Grelhado com Purê de Pêras (ver) Ed. 24
 Bisteca de Porco à Inglesa (ver) Ed. 24
 Camarão à Paulista com Palmito Especial (ver) Ed. 24
 Capa de Filé (ver) Ed. 23
 Boi no Rolete (ver) Ed. 23
 Espetinhos de Cordeiro em Vinha D'Alhos (ver) Ed. 23
 Pernil de Capivara no Bafo (ver) Ed. 23
 Lombo de Porco (ver) Ed. 23
 Lingüiça Quente (ver) Ed. 23
 Tender com Manteiga e Mel (ver) Ed. 23
 Costelinha Suína ao Conhaque (ver) Ed. 23
 Pernil com Coca-Cola (ver) Ed. 23
 Peito de Chester Grelhado (ver) Ed. 23
 Costela Maranello (ver) Ed. 23
 Tainha Recheada com Farofa de Vôngoli (ver) Ed. 23
 Salmão ao Mel (ver) Ed. 23
 Sardinha na Brasa (ver) Ed. 23
 Steak de Miolo de Acém (ver) Ed. 22
 Steak de Pernil (ver) Ed. 22
 Lombo de Porco Assado na Cerveja (ver) Ed. 22
 Coxas Embebedadas (ver) Ed. 22
 Picanha com Molho de Vinho e Purê de Pinhões (ver) Ed. 22
 Costela de Tira no Alho (ver) Ed. 22
 Bife Ancho (Noix) (ver) Ed. 22
 Picanha Fatiada na Pedra (ver) Ed. 22
 Picanha Delícia Receita da Capa (ver) Ed. 22
 Entrecôte (ver) Ed. 22
 Costela Ponta de Agulha (ver) Ed. 22
 Costela Bananinha ao Vinho Branco (ver) Ed. 22
 Parrillada Rincón (ver) Ed. 21
 Rodízio de Espetos (ver) Ed. 21
 Matambre Recheado (ver) Ed. 21
 Truta Grelhada no Fogo de Chão (ver) Ed. 21
 Tirita (ver) Ed. 21
 Picanha no Sal Grosso (ver) Ed. 21
 Bife de Tira (ver) Ed. 21
 Picanha Fatiada (ver) Ed. 21
 Picanha Grelhada (ver) Ed. 21
 Chuleta do Chef Allan (ver) Ed. 21
 Bife de Chorizo (ver) Ed. 21
 Bisteca de Porco Grelhada (ver) Ed. 21
 Rabada ao Forno no Celofane (ver) Ed. 21
 Chuleta Dupla Gavião (ver) Ed. 20
 Espeto de Carne Moída com Bacon (ver) Ed. 20
 Cupim Recheado com Bacon (ver) Ed. 20
 Steak Manhattan (ver) Ed. 20
 Rabo de Jacaré Grelhado com Molho de Manga (ver) Ed. 20
 Costela de Leitão Pururuca (ver) Ed. 20
 Lingüiça na Chapa à Moda do Rancho (ver) Ed. 20
 Entrecôte (ver) Ed. 20
 Picanha Grelhada com Molho Chimichurri (ver) Ed. 20
 Carpaccio de Filé Mignon (ver) Ed. 20
 Alcatra Grelhada com Molho de Vinho Tinto (ver) Ed. 20
 Picanha Rubaiyat (ver) Ed. 20
 Leitão Pururuca à Moda do Bruno's (ver) Ed. 20
 Corte Argentino: Bife de Chorizo à Martín Fierro (ver) Ed. 20
 Costela de Tira no Bafo com Purê de Manga (ver) Ed. 20
 Costela Suína Grelhada Inteira (ver) Ed. 20
 Costela Suína Aperitivo (ver) Ed. 20
 Lingüiça Especial do Chef Bassoleil (ver) Ed. 20
 Filé Mignon Aperitivo (ver) Ed. 20
 Lingüiça de Javali (ver) Ed. 20
 Paleta de Javali Desossada a Pandoro (ver) Ed. 19
 Costela de Tambaqui a moda Ariaú (ver) Ed. 19
 Tainha com Alho Poró (ver) Ed. 19
 Contra Filé Borboleta no Espeto (ver) Ed. 19
 Costela Inteira Recheada (ver) Ed. 19
 Pernil de Javali ao Conhaque (ver) Ed. 19
 Picanha Suína com Champignons (ver) Ed. 19
 Mero Grelhado ao Vinho Branco (ver) Ed. 19
 Steak de Lombo Bovino (ver) Ed. 19
 Picanha de Porco no Espeto (ver) Ed. 19
 Pernil de Capivara com Ervas Assado no Forno (ver) Ed. 19
 Tournedos ao Caçador (ver) Ed. 18
 Costela de Tira (ver) Ed. 18
 St. Pierre ao Curry (ver) Ed. 18
 Steak de Acém com Osso (ver) Ed. 18
 Costela no Bafo (ver) Ed. 18
 Costela Bananinha (ver) Ed. 18
 Steak de Paleta de Javali (ver) Ed. 18
 Medalhões à Moda da Casa do Churrasqueiro (ver) Ed. 18
 Paleta de Javali na Brasa (ver) Ed. 18
 Carré Francês (ver) Ed. 18
 Bistecão Grill da Villaa (ver) Ed. 18
 Lombo de Javali no Vinho Tinto (ver) Ed. 18
 Steak de Pernil de Javali com Erva-Doce (ver) Ed. 18
 Picanha de Forno (ver) Ed. 18
 Fraldinha a Dom Cesário (ver) Ed. 17
 Cordeiro Mamão Desossado na Coca-Cola (ver) Ed. 17
 Matambre de Cordeiro Recheado (ver) Ed. 17
 Costela de Ripa de Carneiro (ver) Ed. 17
 Bom Bom de Alcatra com Alho (ver) Ed. 17
 Costela de Porco no Alho (ver) Ed. 17
 Marreco Recheado (ver) Ed. 17
 Fígado Inteiro no Espeto (ver) Ed. 17
 Picanha Dona Felicidade (ver) Ed. 17
 Fraldinha à Cavalo no Saco de Pão (ver) Ed. 17
 Músculo com Bacon (ver) Ed. 17
 Picanha aos Amigos (ver) Ed. 17
 Maçã do Peito à Max (ver) Ed. 16
 Acém Fatiado (ver) Ed. 16
 Pintado à Moda da Casa do Churrasqueiro (ver) Ed. 16
 Picanha no Sal Grosso (ver) Ed. 16
 Costela de Javali (ver) Ed. 16
 Pernil de Javali no Champagne (ver) Ed. 16
 Lombo de Cordeiro com Molho de Funghi Porcini (ver) Ed. 16
 Paleta de Capivara (ver) Ed. 16
 Boi no Rolete (ver) Ed. 16
 Steak de Cordeiro (ver) Ed. 16
 Costela de Boi no Saco de Pão (ver) Ed. 16
 Churrasco com Tempero Injetado (ver) Ed. 16
 Picanha com Bacon (ver) Ed. 15
 Paleta Suína com Farofa Molhada (ver) Ed. 15
 Tira da Villaa (ver) Ed. 15
 Bife de Tira (ver) Ed. 15
 Costela de Búfalo no Vinho Branco (ver) Ed. 15
 Picanha na Calçada (ver) Ed. 15
 Língua no Espeto (ver) Ed. 15
 Entrecôte (ver) Ed. 15
 Gamba de Vitela alla Giulio Cesare (ver) Ed. 15
 Picanha no Avesso Recheada (ver) Ed. 15
 Fogo de Chão (ver) Ed. 15
 Picanha de Carneiro (ver) Ed. 15
 Capitão Corte Poly (ver) Ed. 15
 Entrecôte Marajoara (ver) Ed. 14
 Vazio Completo (ver) Ed. 14
 Bourguignone de Búfalo Tupiniquim (ver) Ed. 14
 Churrasco Pampeano (ver) Ed. 14
 Filé Mignon de Búfalo à Moda do Rancho (ver) Ed. 14
 Medalhões de Picanha no Espeto (ver) Ed. 14
 Cupim Recheado com Provolone (ver) Ed. 14
 T-Bone Steak com Ervas de Provence (ver) Ed. 14
 Paleta e Pernil de Cordeiro no Fogo de Chão (ver) Ed. 14
 Baby Beef Grelhado com Molho de Açaí (ver) Ed. 14
 Fraldão à Jorge Karam (ver) Ed. 14
 Joelho de Porco Assado com Molho deZimbro e Mel (ver) Ed. 14
 Baby Beef de Búfalo à Oriental (ver) Ed. 14
 Três em Um (Alcatra, Filé Mignon eMaminha) (ver) Ed. 13
 Lombo de Porco ao Vinho Branco (ver) Ed. 13
 Chuleta com Ervas Finas (ver) Ed. 13
 Copa de Lombo (ver) Ed. 13
 Pernil e Paleta de Javali (ver) Ed. 13
 Costela Inteira (ver) Ed. 13
 Peito de Peru no Espeto com Bacon (ver) Ed. 13
 Coração de Boi no Espeto (ver) Ed. 13
 Matambre ao Forno (ver) Ed. 13
 Carneiro no Rolete (ver) Ed. 13
 Pacu à Pantaneira (ver) Ed. 13
 Costela de Búfalo à Moda do Rancho (ver) Ed. 13
 Picanha de Búfalo Grelhada comMolho de Maracujá (ver) Ed. 13
 Fraldinha no Alho (ver) Ed. 12
 Fraldinha ao Vinho Branco (ver) Ed. 12
 Costelinha de Porco Agridoce (ver) Ed. 12
 Carré de Cordeiro com Ervas (ver) Ed. 12
 Picanha à Moda do Gijo (ver) Ed. 12
 Pernil dos Amigos (ver) Ed. 12
 Carapau à Moda Caiçara (ver) Ed. 12
 Bacalhau à Jangada (ver) Ed. 12
 Paleta de Cordeiro à Golden Grill (ver) Ed. 12
 Perna de Cabrito Assada (ver) Ed. 12
 Bacalhau à Lagareiro (ver) Ed. 12
 Carré de Cordeiro ao Vinho Branco (ver) Ed. 12
 Costela à Villares (ver) Ed. 11
 Picanha com Pimenta-do-Reino (ver) Ed. 11
 Pintado no Azeite (ver) Ed. 10
 Kafta no Espeto (ver) Ed. 10
 Alcatra Recheada (ver) Ed. 10
 Pintado na Brasa à Filetto (ver) Ed. 10
 Mero na Brasa (ver) Ed. 10
 Fraldão à Filetto (ver) Ed. 10
 Medalhão de Mignon (ver) Ed. 10
 Bacalhau à Filetto (ver) Ed. 10
 Maionese de Frutos do Mar (ver) Ed. 10
 Pintado ao Molho Tártaro (ver) Ed. 10
 Cupim à Serrana (ver) Ed. 10
 Costelão no Bafo (ver) Ed. 10
 Abobrinha em Conserva (ver) Ed. 10
 Costelinha de Porco (ver) Ed. 10
 Picanha na Parrilha (ver) Ed. 10
 Fraldinha no Alho (ver) Ed. 10
 Lombo Recheado Agridoce (ver) Ed. 10
 Pernil com Ervas (ver) Ed. 10
Receitas Promocionais (2 receitas)
 Lasanha de Matambre (ver) Ed. 14
 Torta de Cupim (ver) Ed. 14
Entrevistas (50 receitas)
 Costelinha Suína Tentação (ver) Ed. 23
 Carneiro no Espeto (ver) Ed. 23
 Carne de Lua (ver) Ed. 22
 Salmão Grelhado com Poró (ver) Ed. 22
 Espetinhos de Pintado com Aioli (ver) Ed. 22
 Gamela Grill: Enchova Grelhada com Legumes (ver) Ed. 20
 Receita do Chef Carlos Gabriel:Picanha no Espeto (ver) Ed. 19
 Frango Bêbado (ver) Ed. 19
 Filé de Lombo Suíno na Cerveja

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Ora cá está a explicação!

"As Calorias são pequenos animais que vivem nos roupeiros e que durante a noite apertam a roupa das pessoas."
Eu bem andava desconfiado !!!

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Mais um maillllllllllllllllllll

Um dia o AMOR virou-se para a AMIZADE e disse:
- Para que existes tu se já existo eu?
A amizade respondeu:
-Para repor um sorriso onde tu deixaste uma lágrima.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Hoje

Hoje é o dia do dois pontos paragrafos travessão.
Foi a bushada na Somália, aquele país que fica no corno de África.
E prontos

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

Um pouco mais de cultura

Os gnomos são criaturas do bosque que perseguem o arco-íris procurando moedas de ouro.
Os homens são criaturas do bosque que perseguem moedas de ouro para comprar o arco-íris. Tanto uns como outros estão perdidos. Uns e outros perseguem impossíveis.
Efraim Medina Reyes

quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

Solidariedade

Reclamamos por tão pouco; queixamo- nos da sorte tantas vezes e não nos lembramos que existem pessoas nas ruas, com frio, semi-nuas e esfarrapadas; levando nas mãos, em sacos de plástico, os seus parcos haveres.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

Coisas da Net (rebuscadas em velhos mails)

No primeiro dia de aulas numa escola secundária dos E.U..A., aprofessora apresenta aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, do Japão.
A aula começa e a professora pergunta:
-"Vamos ver quem conhece a história americana. "Quem disse: -'Dá-me a liberdade ou a morte'?"
Silencio total na sala.
Apenas Suzuki levanta a mao:
-"Patrick Henry em 1775 em Filadélfia".
-"Muito bem, Suzuki. E quem disse: 'O estado é o povo e o povo não pode afundar-se'?"
Suzuki levanta-se:
-"Abraham Lincoln em 1863 em Washington".
A professora olha os alunos e diz:-"Nao têm vergonha? Suzuki é japonês e sabe mais sobre a história americana que voces!"
Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo:
-"Vai levarno cu, japonês de merda!"
-"Quem foi?", grita a professora.
Suzuki levanta a mão e sem esperar, responde:-"General McArthur em 1942 em Guadalcanal, e Lee Iacocca em 1982 na Assembleia Geral da Chrysler".
A turma fica super silenciosa, apenas ouve-se do fundo da sala:
-"Acho que vou vomitar".
A professora grita:
-"Quem foi?"
E Suzuki responde:
-"George Bush Senior ao primeiro-ministro Tanaka durante um almoço, em Tóquio, em 1991".
Um dos alunos levanta-se e grita:
- "Chupa-me o car...!"
E a professora irritada:-"Acabou-se! Quem foi agora?"
E Suzuki, sem hesitações:- "Bill Clinton a Mónica Lewinsky, no Sala Oval da Casa Branca, em Washington, em 1997.
E outro aluno, com inveja, como todos, se levanta e grita:
-"Suzuki é um pedaço de merda!"
E Suzuki responde:
-"Valentino Rossi no Grande Prémio de Motociclismo no Rio de Janeiro em 2002".
A turma fica histérica, a professora desmaia, a porta abre-se e entra o director da escola que diz:
-"Que grande merda, nunca vi uma confusão destas."
Suzuki:
-"Pedro Santana Lopes ao ministro das finanças Bagão Félix naapresentação do orçamento de estado, em Lisboa, em 2004".

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Hum?!

Se eu acreditasse na Numerologia


Nome: J.C.F.C.
Idade: XX anos, 2 meses e 5 dias.
Signo: Escorpião
Planeta regente :Plutao ( até já mo gamaram)
Elemento :Agua
Número de Ambição : 3
Número de Personalidade : 9
Número de Expressão: 3
Número de Destino: 5
Segundo seu dia de nascimento.....Seu aniversário indica um caráter forte, e que prefere o anticonvencional dentro dos limites do convencional. É uma pessoa dominante, independente e ambiciosa, e deveria trabalhar com alguma capacidade individual, se bem que dentro de algum grupo organizado. Tem inclinação para sonhar e então trabalhar por seus ideais. Tendo-os alcançados, tenderá, por vezes, a perder o interesse. A liberdade é muito importante para você, mas frequentemente se sente encurralado, e raramente se sente disposto a aceitar a situação; de facto, poderá criar grandes casos com estas situações. O inusitado o interessa. A sua ambição é .... Ter muitos amigos, contactos variados, ter vida social intensa e de um trabalho que lhe permita libertar a sua fantasia.
Você é...Impulsivo, optimista, generoso, intuitivo e criador. Tem forte personalidade, independente e seguro, bom para liderar.
Segundo seu número de Expressão.... Busca sempre o sucesso de modo criador, através do teatro, música, canto e outras formas de criatividade, não consegue encarar o dinheiro com seriedade e não se preocupa com isto.
Segundo seu número de Destino ... Ser alguém experiente e inovador. Você jamais será alguém preso a trilhos, pois o seu caminho é o da liberdade, da mudança, da variedade, das viagens e da adaptação as dificuldades da vida. Você deverá aprender a caminhar corretamente dentro da liberdade. Sempre que você pensar que alguma coisa é permanente, logo em seguida descobrirá que isto não é verdade. Contudo, você não deverá mudar pelo simples prazer da mudança, julgando que a grama do outro lado do muro é sempre mais verde. Aprenda línguas estrangeiras, mantenha-se alerta a tudo o que esta acontecendo, acompanhe a evolução do mundo, procure novas aventuras e caminhos nunca trilhados e encare as coisas com pureza. Aplique sua capacidade e faça com que as coisas sempre caminhem no sentido de progresso.
No mapa numerológico, você e alguém progressista, mas não negligencie suas raízes. Se você for uma pessoa preparada para mudanças e para viver plenamente e se souber enriquecer sua existência com as experiências da vida, então terá seguido plenamente seus padrões. Evite fantasias e auto-indulgencia.
Seja alguém responsável e não se descuide do dinheiro, pois você terá de lutar para conseguí-lo.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2007